Investigação reaberta. “Eduardo Cabrita tinha o poder legal de dar ordens"

O Ministério Público decidiu reabrir a investigação do atropelamento mortal na A6, com o carro do antigo ministro da Administração Interna, para “apreciar a eventual responsabilidade” de outras pessoas, além do motorista já acusado de homicídio por negligência.