Preço do leite sobe quase 10% em junho; veja a tendência para julho

O preço do leite pago ao produtor em junho subiu 9,8% em relação ao mesmo período do ano anterior, aponta o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). Na Média Brasil, o litro chegou a R$ 1,5135 — valor pago em junho referente à captação de maio. Em termos reais, a média atual está 2,7% menor que a verificada em junho de 2019, mas é a maior desde julho passado. "É preciso salientar que existe a tendência sazonal de aumento das cotações entre março e agosto, uma vez que a produção de leite é prejudicada pela baixa disponibilidade de pastagens em decorrência da diminuição das chuvas", destaca o centro de pesquisas. Com o avanço da entressafra da produção no Sudeste e no Centro-Oeste e a estiagem no Sul, a captação de leite seguiu limitada. O Índice de Captação Leiteira (ICAP-L) do Cepea registrou queda de 0,2% de abril para maio na Média Brasil e acumula baixa de 12,6% neste ano. A menor captação em maio acirrou a competição entre os laticínios para a compra de matéria-prima. Isso foi evidenciado pelo aumento de 6,7% no preço médio mensal do leite spot (negociação de leite cru entre indústrias) em Minas Gerais de abril para maio, em termos nominais.